o que preciso para abrir uma empresa
Administração de Condomínios

O Que é Preciso para Abrir uma Administradora de Condomínios ?

De uns tempos para cá, abrir uma administradora de condomínios tem despertado o interesse de mais e mais pessoas, especialmente porque é um segmento que vem crescendo muito.
E sem falar que a cada dia surge um novo condomínio, o que demanda profissionais especializados em gestão.

Vale lembrar que uma administradora trabalha em conjunto com o síndico, prestando toda a assessoria em todas as questões que envolvem o dia a dia do condomínio.
Se você está pensando em empreender nesse setor, veja aqui tudo o que precisa para abrir uma administradora de condomínios.

O que é preciso para abrir uma administradora de condomínios: 4 dicas

Se a sua ideia é abrir uma administradora de condomínios, montamos um passo a passo para lhe ajudar.

Caso você não tenha experiência na área de gestão, vale a pena fazer alguns cursos para poder entender como tudo funciona, ou senão contrate um profissional que tenha essa experiência.
Veja um passo a passo para montar uma administradora:

1.Criar um plano de negócios

O primeiro passo é elaborar um plano, onde serão colocados todos os detalhes sobre o empreendimento:

  • Estudo do mercado
  • Qual o capital para investir
  • Definir quais serviços serão oferecidos
  • O que espera de resultado e retorno financeiro

2.Legalização da empresa

Depois do plano de negócios prontos, é o momento de legalizar a administradora.
Você pode contratar um contador para lhe ajudar por se tratar de questões mais burocráticas, como registrar a empresa junto à Receita Federal, emitir CNPJ, enfim, estar de acordo com a legislação.

3.Escolher o local

Para quem está iniciando, uma sala comercial já é o suficiente. E à medida que for aumentando a carteira de clientes, pode pensar em algo maior.
Vale a pena escolher um local de fácil acesso, pois clientes podem vir de vários lugares da cidade.

4.Ferramentas necessárias

Uma das vantagens de abrir uma administradora de condomínios é que não exige uma grande estrutura nem muitos equipamentos.

Algumas ferramentas básicas, como móveis de escritório, computadores, impressora, geladeira ou frigobar, e se possível, softwares instalados específicos de gestão.
Como você viu, o investimento não é alto, mas o maior investimento a ser feito é contar com a ajuda de um profissional especializado em gestão, de preferência em gestão de condomínios.

Veja também:

Vale a pena empreender nesse setor

Se você pensar que a cada dia surge um novo condomínio, e não apenas em grandes cidades, e dependendo do tamanho, funcionam como verdadeiras cidades, o que torna fundamental uma boa gestão.
Só que geralmente o síndico não consegue lidar com todas as questões sozinho, sendo então preciso a ajuda de uma administradora.

Mas para o sucesso de uma administradora, assim como qualquer outro negócio, é fundamental prestar um serviço de qualidade, atender às necessidades dos clientes e estar sempre disponível.
É muito comum ocorrerem imprevistos em um condomínio e embora alguns o síndico consiga resolver, outros não.

E saber que pode contar com uma administradora sempre que precisar pode fazer toda a diferença.
Além disso, mantenha-se sempre atualizado quando o assunto é condomínio e propor algo inovador pode fazer com que a sua administradora se destaque da concorrência.

Similar Posts