Qual é o Custo de Uma Administradora de Condomínio?
Administração de Condomínios

Qual é o Custo de Uma Administradora de Condomínio?

Uma dúvida muito comum entre os síndicos é em relação ao custo de uma administradora de condomínio, e até por não terem as informações corretas, acreditam que é muito alto.
Na verdade, o valor pode variar, pois depende de quais serviços estarão incluídos, mas o custo benefício vale muito a pena.

Mas quais os fatores que são levados em conta para calcular a taxa cobrada por uma administradora de condomínio?
E é exatamente sobre isso que vamos falar aqui. Dessa forma, você já pode ter uma ideia geral de quanto custará.

Qual é o Custo de Uma Administradora de Condomínio?
Qual é o Custo de Uma Administradora de Condomínio?

O que considerar para calcular o custo de uma administradora de condomínio?

Se você é síndico e está pensando em contratar uma administradora de condomínio, mas está preocupado com o custo, veja alguns fatores que são levados em consideração:

  • Número de unidades;
  • Quantidade de funcionários;
  • Localização do condomínio;
  • Valor das despesas do condomínio.

Além disso, vai depender também de quais os serviços disponibilizados pela administradora.
Por exemplo, a elaboração dos boletos condominiais, planejamento financeiro, contratação de funcionários, enfim, não existe um valor fixo.

Quais são as funções de uma administradora de condomínio

É importante entender um pouco mais sobre as funções de uma administradora de condomínio, pois assim você tem uma melhor noção do que é cobrado:

  • Elaboração de balancetes mensais;
  • Gestão da folha de pagamentos;
  • Parte contábil;
  • Recrutamento de funcionários;
  • Presença em assembleias e confecção de atas;
  • Cobranças.

A administradora faz uma prestação de contas todo mês, o que facilita a gestão financeira e sem falar na economia gerada para o próprio condomínio.
Então, no momento de contratar uma administradora, é claro que avaliar o custo é importante, mas é essencial em todos os benefícios por trás disso.

É normal focar apenas no valor cobrado, no entanto, é essencial considerar tudo o que o condomínio, os moradores e funcionários irão se beneficiar ao contar com o suporte de uma empresa especializada em gestão.

Veja também:

Mas qual é o custo de uma administradora de condomínio?

Então, você viu que não existe um valor fixo e muitos fatores são levados em conta no momento de determinar o custo.

Existem empresas administradoras que cobram com base nos serviços oferecidos, enquanto outras calculam uma porcentagem sobre o que o condomínio arrecada.

Se você está buscando por uma administradora, é importante avaliar o que o condomínio realmente precisa, mas independentemente disso, é um investimento que vale a pena.
Como a administradora vai ficar responsável por emissão de boletos, contratação de funcionários, organização de assembleias e atas, entre outras funções mais burocráticas, o síndico fica com mais tempo livre para se dedicar a outras tarefas.

No momento de escolher uma administradora de condomínio, preste atenção a todos os serviços que estão incluídos e quais não estão.
Por mais que algumas empresas cobrem menos que outras, vale a pena colocar tudo no papel, pois de repente os serviços “esporádicos” cobrados talvez faça o valor subir muito.
O ideal é buscar o máximo de informações e saber em detalhes todos os custos envolvidos. Assim fica mais fácil escolher a empresa que oferece o melhor custo benefício.

Similar Posts